Blog

Início, Blog , Emissor gratuito de MDF-e será descontinuado a partir de 1º de outubro

Emissor gratuito de MDF-e será descontinuado a partir de 1º de outubro

26/06/2018

- Categoria: Mais CT-e, Mais Frete, Mais Frota, Notícias

Assim como já ocorreu com o conhecimento de transporte em 2016, neste ano o emissor gratuito de MDF-e (Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais) será descontinuado pela Secretaria da Fazenda de São Paulo. Isso significa que a partir do dia 1º de outubro, o software gratuito não receberá versões atualizadas, assim como seu download não será mais possível. Após a data, quem já tiver o emissor gratuito instalado em seu computador poderá continuar utilizando-o normalmente até que novas regras de validação impeçam o seu correto funcionamento.

A decisão por descontinuar o emissor gratuito de MDF-e é resultado da crescente adesão de sistemas próprios por parte das transportadoras. Segundo a Sefaz, de todos os documentos processados, 93% são emitidos por ferramentas próprias. Para nós, fica claro que a grande adesão se deve pelas vantagens proporcionadas por um sistema próprio, como é o caso do Mais CT-e.

Mais do que um emissor de manifesto ou conhecimento, o Mais CT-e integra o processo de emissão de documentos fiscais de forma automatizada. O preenchimento das informações necessárias para emitir um CT-e pode ser feito através da importação da nota fiscal e da utilização de dados pré-cadastrados, assim como o preenchimento do MDF-e que aproveita os dados já inclusos no CT-e. Além disso, como o MDF-e possui regulamentação que exige sua emissão em casos específicos, o sistema também auxilia alertando para a necessidade de emitir o manifesto, logo após a emissão de um CT-e.

Então não deixe para a última hora. Entre em contato conosco pelo e-mail comercial@atua.com.br para conhecer melhor todas as funcionalidades do Mais CT-e e saiba como é fácil se adequar à legislação.

Quer receber nossas novidades por e-mail?